Imagem
Foto/Imagem RV

Drogas, migração e meio ambiente: Papa conversa com latino-americanos

Papa conversa com jovens mexicanos, na sede de "Scholas"

O Papa deixou o Vaticano na tarde de quinta-feira (26/10) para visitar a sede romana de "Scholas Ocurrentes", fundação de direito pontifício que nasceu no empenho do então Arcebispo Bergoglio nas periferias de Buenos Aires.

Francisco foi recebido por estudantes, além de empresários, jornalistas e voluntários da fundação. Na sede romana de Scholas, o Papa fez se conectou ao vivo com estudantes e inaugurou novas seções no Paraguai, México e Argentina.

Drogas, migração e o cuidado com meio ambiente foram alguns dos temas tratados pelo Pontífice. Com um grupo de crianças do México, o Papa ouviu as consequências do terremoto que atingiu o país nos dias 7 e 19 de setembro, que causou a morte de 471 pessoas.

Com um grupo de Porto Rico, os jovens relataram a Francisco o rastro de destruição provocado pelo furacão Maria há cerca de um mês. O Papa aproveitou a ocasião para encorajar os latino-americanos residentes no Texas (EUA), que sofreram recentemente com a passagem da tempestade tropicalHarvey, e explicou a eles a importância de cuidar do meio ambiente para que se verifiquem menos catástrofes.

Em outro momento da conversa, Francisco se dirigiu a um grupo de mulheres presas numa penitenciária mexicana, encorajando-as a olharem sempre avante – uma mensagem repetida mais de uma vez pelo Papa no decorrer do encontro que durou cerca de duas horas.

Falou-se ainda da problemática do suicídio, já os jovens de Buenos Aires condenaram a violência e a guerra provocada pelo narcotráfico. Por sua vez, os do Paraguai relataram sua experiência na promoção da cultura do encontro.

Scholas Ocurrentes está presente atualmente em 190 países, congregando através de sua rede mais de 446.000 escolas.


Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!