Imagem
Foto/Imagem RV

Papa é imprescindível no combate à fome, afirma Diretor da FAO

Graziano acolheu o Papa na sede da FAO

“O Papa Francisco é imprescindível no combate à fome”: palavras do Diretor-Geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Dr. José Graziano da Silva.O brasileiro está em seu segundo e último mandato à frente da instituição e foi o anfitrião do Pontífice pela segunda vez na segunda-feira, 16 de outubro, por ocasião do Dia Mundial da Alimentação.Em entrevista exclusiva à Rádio Vaticano, Graziano define o Papa “um interlocutor muito especial”: “O mundo não pode ser só de guerra, de desgraça. O mundo tem que ter um lugar onde haja uma oportunidade para as pessoas viverem dignamente. E a Agenda das Nações Unidas, a Agenda 2030, é exatamente isso, é holística, esta esperança de encontrar um desenvolvimento sustentável para todos. A Agenda diz claramente: não deixar ninguém para trás. Esta é a mensagem que o Papa representa”.Graziano comenta ainda o encontro bilateral que antecedeu o discurso de Francisco, em que o Diretor-Geral da FAO pediu que o Papa envie uma mensagem especial aos líderes africanos, por ocasião da reunião de cúpula que realizarão no final de janeiro. “Estamos perdendo o jogo na África. Agora estamos indo para o segundo tempo e temos uma chance de recuperar.” Para o brasileiro, o combate à fome no continente é fundamental para reverter a tendência crescente dos fluxos migratórios.


Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!